Ultimas Noticias...

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Historia e posições do CLARINETE


 Instrumento de sopro, com palheta simples pertencente ao grupo das madeiras. Credita-se a invenção do clarinete (ou clarineta) ao alemão Johann Christian Denner, em Nurenberg,provavelmente entre os anos de 1700 e 1707, como um aperfeiçoamento do Chalumeau, instrumento de madeira em uma só peça, com orifícios para os dedos e uma ou duas chaves e sem ação direta dos lábios sobre a palheta.
Tomou a forma atual na década de 1840, com o sistema de chaves desenvolvido por Theobald Boehm. Na orquestra, o clarinete mais usado é o clarinete em Si bemol e, em algumas
passagens o Clarone ou Clarinete baixo. O clarinete de J. C. Denner era um instrumento de dimensões maiores, construído em duas partes: pavilhão e bocal, e possuía apenas duas chaves, além
de um orifício que permitia obter o 3º harmônico, o que aumentava a extensão do instrumento.
Em 1720, surge um clarinete mais aperfeiçoado, com um pavilhão semelhante ao oboé. Foi este instrumento que Haendel utilizou na abertura da sua ópera Tamerlano, assim como Vivaldi nas partes para clarinete de alguns dos seus concertos.
Pouco mais à frente, o clarinete passou a ser construído em 3 seções, o que permitia substituir algumas partes por outras de diferentes comprimentos (chamados: corps de rechange ou pièces de rechange), para facilitar a execução em diferentes tonalidades e que veio dar origem aos clarinetes transpositores atuais em Si bemol e La.
O clarinete baseado no sistema Bohem surge em 1843/44, como uma adaptação
realizada pelo professor do Conservatório de Paris Hyacinthe Klosé, junto com o
construtor Auguste Buffet, do sistema que Boehm inventara alguns anos antes para a flauta. Além disso, introduziu uma peça entre o corpo e a embocadura do instrumento,
conhecida como barrilete, o que permitiu uma estabilização maior da afinação.

PARTILHA ISTO NA REDE SOCIAL !!!!!!!!

 
Copyright © 2014 Só te conto... . Designed by OddThemes | Distributed By Gooyaabi Templates