Ultimas Noticias...

terça-feira, 23 de outubro de 2012

A história real por trás de Robinson Crusoe



Você pode recordar a história de Pedro Serrano, um náufrago que passou algum tempo aqui. Ao lado dele, as aventuras de Alexander Selkirk, outro marinheiro com má sorte, parece ter sido a inspiração que levou Daniel Defoe em Robinson Crusoe escrita, um dos romances mais populares de todos os tempos.

Escrito em 1719, assim eu posso pegar as aventuras de Serrano, que data de 1526, e Selkirk, o que ocorreu em 1704. Neste ano, ele juntou-se a segunda em cinco portos como contramestre e depois de liderar um protesto contra as más condições a bordo, onde a tripulação subsistiam, foi punido por isso com a pena habitual nestes casos: ser abandonado em uma ilha desabitada e com poucos suprimentos.

Especificamente foi abandonado na ilha de Juan Fernandez, que era o seu nome, e seu nome aparece agora como Robinson Crusoé em mapas. Selkirk sobreviveu em seu próprio tempo suficiente para ser resgatado, cinco anos depois pelo capitão Woodes Rogers, que viu os seus sinais de socorro. Isso significa que, se eu inferir vez que o nosso homem passou cinco anos sem se envolver em escuridão moral e ainda pensando que em algum ponto fora de lá.

Em 1711, de volta à Inglaterra, tornou-se popular por contar a sua história e pode Defoe, autor de Robinson Crusoé, a ouvir de seus próprios lábios. Em 1719 viu o jogo de luz e vida exrañas e aventuras surpreendentes de Robinson Crusoe, de York, marinheiro.

PARTILHA ISTO NA REDE SOCIAL !!!!!!!!

 
Copyright © 2014 Só te conto... . Designed by OddThemes | Distributed By Gooyaabi Templates